quinta-feira, maio 04, 2006

Descrição! Mera...

Deitada de lado, sorria
sutilmente invadia todo o espaço visual e transbordava;
escorria pelas laterais o mormaço.
Riscos de leite feitos em pó de giz
E de repente,
Não estava mais ali
Some assim, tão instantânea quanto a beleza
Tão silenciosamente quanto esteve
Emudecida pelas cores que gritavam no escuro
Aos ouvidos apenas dos que sabem escutar o silêncio
O vazio calado.
Mas ela sorria pra mim, isso eu tenho certeza!
Meiga, muleca. Irreverente!

Um comentário:

Franclim disse...

Ela sorri para nós.
Todas as noites.